Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Novembro, 2011

ainda sobre a tempestade perfeita…

Estou tão lixada!!!! :/

(imagem gamada aqui!)

Read Full Post »

Fado, Património imaterial da Humanidade.
Já o era. Hoje obteve o justo reconhecimento internacional!

Read Full Post »

Manif!!!

Este blogue foi à Manif!!!

PS1: Cantou-se a Internacional! 🙂

PS2: Estou cansadita.

 

 

 

Read Full Post »

pré-aviso

este blogue vai aderir à greve. voltaremos dia 25.

Read Full Post »

manias da perseguição

Tenho a ligeira impressão que há uma conspiração internacional determinada em acabar com as minhas possíveis poupanças do mês de Natal.

A Fnac tem qualquer coisa a ver com isto… e mais não digo.

 

Read Full Post »

Parabéns ao mEiA vOlTa

Hoje o blogue da menina aNa (um dos meus favoritos) faz oito anos! Acompanho-a há quatro deles.

pOr IsSo MeNiNa aNa AqUi FiCa O mEu PrEsEnTe PaRa Ti!

Don’t Stop!

Read Full Post »

coisas boas!

sabem aquela professora muita gira que vos falei há uns tempos?
hoje tive uma reunião de trabalho com ela.
correu muito bem! 🙂

Read Full Post »

no title

(Ando a pensar em mudar a foto do cabeçalho).

Read Full Post »

Caminhos

(ou ainda se lembram do boneco e das setas?)

Aqui há uns meses atrás acabei uma etapa da minha vida profissional, bastante intensa e que durou cerca de seis anos.

Sabia que iria acabar. Não sabia quando. Acabou quando tinha que acabar e ainda bem que acabou!

Chegada àquele ponto considerei atribuir-me o direito de não fazer nada por uns tempos. Assim pelo menos durante um ano. Nada, é como quem diz. Não fazer nada que não me trouxesse gozo. (A experiência anterior já me custava a suportar.)

Daí que andei um mês a titubear sobre que utilidade dar ao meu tempo. E fui assumindo progressivamente algumas missões, entre elas, fazer desta vez o raio do mestrado, que a coisa de tantas vezes abafada até já cheirava mal.

E lá fui eu, toda contente, aceitando os cadernos de encargos que a nova condição me possibilitava assumir.

Pois é! Uma pessoa com a idade que tem já devia conhecer-se melhor.

Fizeram-me um desafio profissional. Uma coisa mesmo muito interessante, do meu ponto de vista, claro.

Andei sem saber o que fazer. Mas aquela frase: “a mesma água nunca passa duas vezes no mesmo rio” não parava de martelar-me a molécula, e pronto, lá vou eu começar mais uma coisa nova!

Estão por isso reunidas as condições para a eclosão da tempestade perfeita.

(imagem gamada aqui)

PS: Agora a frase que martela a molécula é: “quem toca muitos burros algum terá que ficar para trás.”

PS2: Vou ter menos tempo para o blogue!

Read Full Post »

:)

Read Full Post »

Older Posts »